sábado, 23 de março de 2019

Polícia Civil de Ourilândia do Norte prende dupla de traficantes e apreende drogas


A Polícia Civil de Ourilândia do Norte, por meio da Superintendência Regional do Alto Xingu, efetuou a prisão em flagrante delito de Francisco das Chagas Sousa e Luiz Antônio de Sousa, pelo crime de tráfico de drogas. 
As prisões realizadas na manhã deste sábado 23 de março, foi resultado de um mês de investigação de uma equipe da Policia Civil de Ourilândia do Norte, coordenada pelo Delegado Dr. Luiz Almeida, com o apoio dos investidores, Luiz Henrique e Brito e do
Escrivão Ferreira.
Segundo a Policia Civil, os suspeitos foram presos em uma frutaria localizada na avenida das Noções no centro comercial de Ourilândia. Com a dupla criminosa os policiais aprenderam um Tablete de Maconha pesando meio quilo e 15 Gramas da mesma droga prensada. 
De acordo Polícia, os suspeitos usavam a frutaria como disfarce para comercializar a droga. 
Os presos foram levados para a Delegacia Ourilândia do Norte, onde foram autuados em flagrante delito pelos crimes de tráfico de drogas. Eles estão presos à disposição da justiça. (Luiz Pereira/Com informações de Juscelino Show de Ourilândia do Norte)


Polícia Civil apreende 20 quilos de maconha prensada com "mula" em Marabá


Policiais civis do Núcleo de Apoio à Investigação (NAI) de Marabá, sudeste do Pará, aprenderam, por volta de 1 hora da manhã de sexta-feira (22), cerca de 20 quilos de maconha prensada dividida em 35 tabletes.
 A droga estava com Edilene Rocha Ribeiro que foi presa em flagrante por tráfico de entorpecentes. Ela foi abordada pelos policiais civis no núcleo Cidade Nova, área urbana do município. Essa foi a segunda mulher presa em flagrante pela equipe do NAI fazendo o transporte de drogas, em menos de 48 horas, em Marabá. Edilene Ribeiro foi detida no momento em que desembarcou de um ônibus interestadual e se preparava para embarcar em um carro de transporte via aplicativo Uber.
Assim que foi revistada, ela estava com uma mala de viagem na qual os 20 quilos de maconha eram transportados. Edilene estava trazendo a droga desde a cidade de Aparecida de Goiânia, região metropolitana da capital de Goiás. O destino final seria a cidade de Itupiranga, sudeste paraense. Em interrogatório, a presa alegou que seria "mula" (responsável pelo transporte de drogas) e que teria sido contratada por um homem conhecido apenas como "Matemático" a quem ela afirma não conhecer pessoalmente. Segundo ela, todo o contato foi feito por telefone ou por pessoas desconhecidas.
Pelo transporte da droga, Edilene afirmou que receberia mil reais e que havia recebido antecipadamente a quantia de 600 reais para custear a viagem. Essa foi a segunda mulher presa, em Marabá, pelo NAI, fazendo o transporte de drogas, em menos de 48 horas. 


Redenção (PA): Polícia Militar faz buscas na mata para prender quadrilha


Por volta das 18h30 de sexta-feira (22), policiais militares se aproximaram de uma chácara na saída de Redenção sentido Santana do Araguaia com o objetivo de averiguar a presença de integrantes de uma quadrilha de assaltos a bancos. 
Segundo o Comandante do 7º BPM de redenção, Tenente/Coronel Daniel Dias, quando os policiais se aproximaram cerca de quatro elementos fugiram para dentro de uma mata. Na casa, foram encontrados 3 fuzis, farta munição, explosivos sendo alguns já preparados para serem usados. 
O local foi fechado durante a noite e nesta manhã de sábado (23) as buscas continuam com o objetivo de prendê-los. /Otávio Araújo

Material apreendido 

Foi apresentado nesta manhã de sábado (23) o material apreendido em poder de uma quadrilha de
A operação foi realizada em conjunto com as polícias Militar e Civil. 
assaltantes de bancos.
Relação de material bélico encontrado na ação:

Um fuzil M-15 TAC 16 calibre 7.62 
Um fuzil HG4 16 MF calibre 5.56 
Um fuzil FAL calibre 7.62 
Cinco carregadores de fuzil HG4 
Dois carregadores de fuzil M-15 TAC 16 
30 munições de calibre 7.62 
142 munições de calibre 5.56 
50 kg de explosivos (aproximadamente) 
Dois conjuntos de ferrolho do fuzil FAL 
17 tubos de cola veda calha (provavelmente explosivos) 
Um colete balístico da Prosegur 
Dois coletes balístico da Pará Seguro.

PM prende mulher acusada de esfaquear adolescente em Sapucaia


Uma mulher identificada como Gabriela Vieira do Nascimento, foi presa em flagrante pela Polícia Militar de Sapucaia, no último sábado dia 16 de março, suspeita de ter esfaqueado uma adolescente.
Segundo informações da Policia Militar, a tentativa de homicídio aconteceu durante uma festa que estava sendo realizada na cidade. O crime foi motivado por rivalidade entre ambas. 
A adolescente levou uma facada, foi socorrida em um Hospital de Sapucaia, em seguida devido à gravidade do ferimento, foi transferida para o Hospital Regional de Conceição do Araguaia. 
A suspeita que já tem passagem na Polícia, foi autuada por lesão corporal grave pelo delegado de Sapucaia, Dr. José Rodrigues Taborda, em seguida transferida para o presidio feminino de Marabá, região sudeste do Pará.  
A prisão foi efetuada por uma guarnição composta pelo 2º sargento Telles, comandante do 85º Pelotão Destacado da Polícia Militar de Sapucaia, pelo Cabo Teixeira, Cabo Rafael e o soldado Trindade. (Luiz Pereira/Com informações da Polícia Militar de Sapucaia)

sexta-feira, 22 de março de 2019

Bannach (PA): Polícia Civil elucida crime na Pista Branca


O delegado de Polícia Civil, Carlos César, após investigação esclarece assassinato ocorrido na quarta-feira (20), no distrito Pista Branca, no município de Bannach.
Luiz Feitosa Barros foi morto com cinco tiros disparados por Francisco das Chagas. Segundo as investigações, Feitosa, foi até a residência de Chagas com a intenção de resolver uma pendência com Claurisvan, conhecido por "Cabeça" e após uma discussão, Francisco e Claurisvan teriam tentado "tomar" a arma que Luiz portava, neste momento um disparo atingiu o rosto de Claurisvan, causando lesões em seu rosto. Francisco conseguiu pegar a arma e alvejou Luiz Feitosa com cinco tiros, o qual veio a óbito.
A equipe da Polícia Civil de Rio Maria - delegado Carlos César, escrivão, Marcelo Souza, e investigadores Couto e Dhian -, deslocou-se até o local para dar início as investigações e apreendeu a arma utilizada no crime, um revólver, calibre 38, bem como identificar o autor do crime. (Com informações da PC)

Polícia investiga morte de detento no Presídio de Redenção


O delegado Marcus Vinicius Camargo, da Delegacia de Polícia Civil de Redenção, desde do início da manhã desta sexta-feira está conduzindo o inquérito policial que apura morte de um detento no Centro de Recuperação Regional de Redenção-CRR, ocorrida na madrugada de sexta-feira (22).
O detento Valdinei Lopes Cardoso, 31 anos, foi encontrado pendurado na grade da cela onde ele estava detido na companhia de outros 21 detentos. A polícia não descarta a possibilidade do crime pode ter sido praticado por companheiros de cela.
De acordo com as informações repassadas pela polícia, o detento foi encontrado pendurado com fios de fios atados no pescoço. O inquérito policial, instaurado pelo delegado Marcus Vinicius Camargo é para apurar se foi suicídio ou homicídio praticado por um dos detentos. (Dinho Santos)

Polícia prende mulher suspeita de participação na morte de ex-marido


A prisão de Glaucia Oliveira Silva, ocorreu em cumprimento ao mandado de prisão preventiva, expedido pela Justiça da cidade de Novo Repartimento, município localizado no sudeste do Pará. A prisão foi efetuada por policiais civis da Divisão de Homicídios de Belém na Operação "Charta" que teve como objetivo apurar o assassinato do fazendeiro e tabelião Otaviano Aparecido Ferreira Calda, ex-marido da acusada.
A operação é resultado de investigações com objetivo de apurar as circunstâncias da morte do fazendeiro ocorrida, em 31 de janeiro do ano passado, em Novo Repartimento.
A operação foi deflagrada pela equipe composta pelo delegado Dauriedson Bentes, escrivão Jairo Sousa e investigadores Gilberto Conceição e Marco Antônio Matos. Glaucia é a principal suspeita do crime.
Ao ser presa, Glaucia foi flagrada com 127 mil reais em dinheiro que seriam resultantes da venda de bens deixados pela vítima e que estavam em inventário na Justiça de Novo Repartimento. Com ela, os policiais civis apreenderam um carro Hilux adquirido com valores resultantes do crime.
As investigações continuam, no intuito de identificar e prender os demais envolvidos. O nome da operação é uma referência à palavra cartório, pois, além de fazendeiro, a vítima era tabelião. Crime: Segundo o que foi levantado na época, dois homens armados invadiram a casa da propriedade. Funcionários e familiares de Otaviano Caldas foram amarrados e trancados, enquanto os invasores levaram o cartorário no próprio carro. Relatos iniciais deram conta de que havia outras pessoas dando apoio aos sequestradores, possivelmente em outras duas caminhonetes vistas nas imediações. (Site: Polícia Civil)

Adolescente morre em acidente de moto em Conceição do Araguaia


Uma adolescente, de 14 anos, morreu em um acidente de moto por volta das 3h da madrugada de quinta-feira (21), na Av. Carajás. 
A moto em que ela estava colidiu violentamente contra um carro que estava estacionado. Ela morreu no local do acidente. Outra adolescente, de 15 anos, que também estava na moto foi levada para o Hospital Regional e não corre risco de morte. 
Segundo informações as duas adolescente estavam indo de uma festa para suas casas. (Com informações de Nildo Monteiro - de Conceição do Araguaia)


quinta-feira, 21 de março de 2019

Michel Temer e Moreira Franco são presos pela Lava Jato do RJ


Mandados foram expedidos pelo juiz Marcelo Bretas, da Justiça Federal do Rio de Janeiro. Procurada pelo G1, a defesa do ex-presidente não atendeu.

Por Arthur Guimarães, Paulo Renato Soares e Marco Antônio Martins, TV Globo e G1 Rio

Ex-presidente Michel Temer é preso pela Lava Jato
O ex-presidente Michel Temer foi preso em São Paulo na manhã desta quinta-feira (21) pela força-tarefa da Lava Jato do Rio de Janeiro. Os agentes também prenderam o ex-ministro Moreira Franco no Rio e o coronel João Baptista Lima Filho, amigo de Temer. A PF cumpre, ao todo, 10 mandados de prisão.
Temer falou por telefone ao jornalista Kennedy Alencar, da CBN, no momento em que havia sido preso. O ex-presidente afirmou que a prisão "é uma barbaridade".

Resumo
O juiz Marcelo Bretas, da Lava Jato do Rio, ordenou a prisão de Michel Temer e mais 9 pessoas, Temer foi preso em São Paulo e será levado ao Rio. A investigação está relacionada às obras da usina nuclear de Angra 3.
O MPF diz que o consórcio responsável pela obra pagou propina ao grupo de Temer
Uma reforma no imóvel da filha de Temer, Maristela, teria sido usada para disfarçar o pagamento de propina.
No pedido de prisão, o juiz Marcelo Bretas argumenta que Temer é "líder da organização criminosa" e "responsável por atos de corrupção"
Temer foi abordado por policiais federais na rua, em São Paulo. Desde quarta-feira (20), a PF tentava rastrear e confirmar a localização de Temer, sem ter sucesso. Por isso, a operação prevista para as primeiras horas da manhã desta quinta-feira atrasou. A PF estava na porta da casa de Temer e, ao perceber a saída de um carro do local, seguiu o veículo e realizou a prisão.
Preso, Temer foi levado para o Aeroporto de Guarulhos, onde vai embarcar em um voo e será levado ao Rio de Janeiro em um avião da Polícia Federal.
Por telefone, o advogado de Temer, Brian Prado afirmou que ainda está estudando a decisão e não tem como fazer nenhuma avaliação sobre o caso.
Cristiano Benzota, advogado de defesa do Coronel Lima, disse por telefone que não vai falar nada por enquanto.
A prisão de Temer é preventiva, ou seja, com prazo indeterminado. Ao todo são dez mandados de prisão: duas temporárias (com prazo de cinco dias) e oito preventivas. Agentes também cumprem 26 mandados de busca e apreensão no Rio de Janeiro, em São Paulo, no Paraná e no Distrito Federal.

Quem Bretas mandou prender

Michel Miguel Elias Temer Lulia, ex-presidente - prisão preventiva
João Batista Lima Filho (coronel Lima), amigo de Temer e dono da Argeplan - prisão preventiva
Wellington Moreira Franco, ex-ministro do governo Temer - prisão preventiva
Maria Rita Fratezi, arquiteta e mulher do coronel Lima - prisão preventiva
Carlos Alberto Costa, sócio do coronel Lima na Argeplan - prisão preventiva
Carlos Alberto Costa Filho, diretor da Argeplan e filho de Carlos Alberto Costa - prisão preventiva
Vanderlei de Natale, sócio da Construbase - prisão preventiva
Carlos Alberto Montenegro Gallo, administrador da empresa CG IMPEX - prisão preventiva
Rodrigo Castro Alves Neves, responsável pela Alumi Publicidades - prisão temporária
Carlos Jorge Zimmermann, representante da empresa finlandesa-sueca AF Consult - prisão temporária

O G1 ligou para a defesa de Temer, mas até a última atualização desta reportagem os advogados não haviam atendido a ligação.
O G1 procurou o advogado Antônio Pitombo, que faz a defesa de Moreira Franco. A reportagem ligou para o escritório de Pitombo, mas não conseguiu falar com ele.
O MDB, partido do ex-presidente, divulgou uma nota. "O MDB lamenta a postura açodada da Justiça à revelia do andamento de um inquérito em que foi demonstrado que não há irregularidade por parte do ex-presidente da República, Michel Temer, e do ex-ministro Moreira Franco. O MDB espera que a Justiça restabeleça as liberdades individuais, a presunção de inocência, o direito ao contraditório e o direito de defesa", diz o texto.
Inquéritos contra Temer
Temer é um dos alvos da Lava Jato do Rio. A prisão teve como base a delação de José Antunes Sobrinho, dono da Engevix. O empresário disse à Polícia Federal que pagou R$ 1 milhão em propina, a pedido do coronel João Baptista Lima Filho (amigo de Temer), do ex-ministro Moreira Franco e com o conhecimento do presidente Michel Temer. A Engevix fechou um contrato em um projeto da usina de Angra 3.
Além deste inquérito, o ex-presidente Michel Temer responde a nove inquéritos. Cinco deles tramitavam no Supremo Tribunal Federal (STF), pois foram abertos à época em que o emedebista era presidente da República e foram encaminhados à primeira instância depois que ele deixou o cargo. Os outros cinco foram autorizados pelo ministro Luís Roberto Barroso em 2019, quando Temer já não tinha mais foro privilegiado. Os inquéritos foram enviados à primeira instância.
Michel Temer (MDB) foi o 37º presidente da República do Brasil. Ele assumiu o cargo em 31 de agosto de 2016, após o impeachment de Dilma Rousseff, e ficou até o final do mandato, encerrado em dezembro do ano passado. Temer é o segundo ex-presidente do Brasil preso por crime comum.
Eleito vice-presidente na chapa de Dilma duas vezes consecutivas, Temer chegou a ser o coordenador político da presidente, mas os dois se distanciaram logo no começo do segundo mandato.
Formado em direito, Temer começou a carreira pública nos anos 1960, quando assumiu cargos no governo estadual de São Paulo. Ao final da ditadura, na década de 1980, foi deputado constituinte e, alguns anos depois, foi eleito deputado federal quatro vezes seguidas. Chegou a ser presidente do PMDB por 15 anos. (Fonte G1)


quarta-feira, 20 de março de 2019

Em Marabá, Polícia Civil prende ‘novinha’ do tráfico


Elizamar Cavalcante dos Santos foi presa na rodoviária da Folha 32, em Marabá, com um quilo de cocaína

A Polícia Civil de Marabá, por meio do Núcleo de Apoio à Investigação (NAI/MARABÁ), prendeu em flagrante, na quarta-feira (20), por volta das 6h, Elizamar Cavalcante dos Santos. A jovem de 19 anos foi presa pelos crimes de tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo.
A autuada foi presa na rodoviária da Folha 32, em Marabá, quando foi flagrada trazendo consigo aproximadamente um quilo de cocaína, além de um revólver calibre.38, da marca Taurus. Elizamar embarcou em Ananindeua e o seu destino final era a cidade de Parauapebas.
A autora seria ‘’mula’’ de um indivíduo supostamente preso em Belém. Pelo transporte a jovem receberia cerca de R$ 2.000,00, sendo que já havia recebido antecipadamente a quantia de R$ 900,00. (Fonte: Fala Sério)