sábado, 29 de abril de 2017

Pastor é preso suspeito de exercer ilegalmente a medicina em Redenção

A polícia prendeu um pastor que coordenava uma clínica de reabilitação de dependentes químicos em Redenção, no sudeste do estado, nesta sexta-feira (28). Ele é suspeito de exercício ilegal da medicina e maus tratos aos pacientes.
O pastor, identificado como Jailson Alves dos Santos, foi preso depois de uma denúncia de que no local, os internos eram vítimas de maus-tratos, tortura, cárcere privado e ameaças.
“Ele utilizava medicamentos tarja preta. Chegava a manipular esse medicamento com outros. Misturava fazendo uso de um pilão de cozinha. Constatamos um local não de tratamento, mas um local para maltratar essas pessoas”, revela o superintendente da Polícia Civil na região, Antônio Miranda.
O local onde funcionava a clínica era dividido em alas femininas e masculinas. Os 20 pacientes internados na instituição foram levados para a delegacia. De acordo com a Polícia, em depoimento eles disseram que eram dopados e amarrados para não fugi.

O pastor vai aguardar a audiência de custodia no presidio da cidade. Depois de prestar depoimento, as pessoas que eram atendidas na clínica foram levadas para casa de parentes. A polícia fechou a clínica preventivamente e acionou o Ministério Público para uma vistoria no local.  (G1)