quarta-feira, 19 de abril de 2017

Polícia Civil termina inquérito e indicia pai pela morte do filho em redenção

Álvaro - acusado.
A Polícia Civil concluiu o inquérito que apura a morte do menino, Yury Claiver Santos da Silva 9 anos, morto com um tiro de Pistola calibre 380 na cabeça. Crime ocorrido na cidade de Redenção, no sul do Pará, no último dia 06 deste mês de abril.  
O pai do menor, Álvaro José da Silva, chegou a dizer em depoimento à polícia, logo após o crime, que a arma havia disparado contra a cabeça do filho, quando este teria pego a arma de cima de um guarda roupa. Porém segundo as investigações, todas as provas aponta, Álvaro José, como autor do crime. 
Em entrevista, o Delegado de Polícia Civil que preside o inquérito, Dr. Marcus Vinicius Camargo, disse que os exames feitos pela perícia e pelo médico, indicam que os disparos não foi feito a queima roupa, e que não havia resíduos de pólvora nas mãos de Iury, e as testemunhas ouvidas, reafirmaram também, o que tinha dito anteriormente. 
Outra evidencia que coloca Álvaro José, como principal suspeito do crime, são as imagens de circuito interno de segurança, que mostra Álvaro entrando e saindo do condomínio onde aconteceu o homicídio, contrariando assim, a versão apresentada pelo suspeito.  

Álvaro José da Silva, que trabalha como agente de transito do Departamento de Transito do Estado do Pará (DETRAN), está preso no
Yury - vítima.
presidio de Redenção. Se condenado pode pegar uma pena em regime fechado entre 12 e 30 anos de prisão. Álvaro nega autoria do crime, e diz que é inocente. (Luiz Pereira)