sábado, 3 de junho de 2017

Puta Dei é realizado em Belém

No dia 2 de junho de 1975, prostitutas de Lyon, na França, ocuparam a igreja de Saint-Nizier como forma de protesto contra as violências a que estavam sendo submetidas. Dessa mobilização, foi criado o Dia Internacional da Prostituta.
Desde 2013, uma programação é realizada nessa data pelo Grupo de Mulheres Prostitutas do Estado do Pará (Gempac). No Puta Dei, elas cobram o fim das violências, além de respeito e liberdade.

A programação realizada no bairro da Campina, em Belém, contou com atividades como a já  tradicional “Corrida de calcinha”. Também houve palestras, debates e exibições de filmes. (DOL)