segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Criança com paralisia começa tratamento após campanha arrecadar parte da meta em Araguaína (TO)

A campanha para ajudar o pequeno Nicolas Cardoso Leal, de 4 anos de idade, ainda não arrecadou todo o dinheiro necessário para o tratamento contra a paralisia que ele sofreu após ter encefalite viral.
A meta inicial era de R$ 120 mil para um tratamento com células tronco na Tailândia. Mas com o que já foi arrecado a família vai conseguir iniciar um tratamento alternativo, no Paraguai, que deve começar na próxima segunda-feira (7).

A história do menino comoveu os moradores de Araguaína, no norte do Tocantins, que se mobilizaram nas redes sociais para ajudá-lo. "A População abraçou a causa, graças a Deus. Também teve o Sindicato Rural e alguns artistas que nos ajudaram muito", lembra Renata, madrinha do garoto. (G1/TO)