quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Juiz decide não prorrogar prisão e determina soltura de policiais envolvimento nas mortes de 10 sem terra

O Juiz de Redenção, Jun Kubota decidiu, nesta terça-feira (8), indeferir o pedido de prorrogação da prisão temporária dos 13 policiais suspeitos de participação na morte de 10 trabalhadores rurais em Pau D'arco, alegando que a prisão dos policiais não é necessária para a conclusão das investigações.

De acordo com o Kubota, embora existam provas do envolvimento dos policiais na autoria dos crimes, estas provas são insuficientes para manter a prisão temporária dos 11 policiais militares e dois policiais civis suspeitos de terem executado os trabalhadores rurais na fazenda Santa Lúcia em maio de 2017. (G1/PA)